WEB 3.0: O que podemos esperar desta nova fase da internet?


A descentralização e o aumento de interação digital são alguns dos principais conceitos dessa nova etapa que mudará totalmente a internet como conhecemos.


É quase impossível conhecer alguém que não possua redes sociais ou não esteja submerso em conteúdos desenvolvidos em sites e blogs. Segundo dados do IBGE, 81% dos brasileiros estão conectados à internet. Ou seja, grande parte da população se encontra imersa dentro de um mundo digital, podendo interagir, criar e compartilhar tudo o que lhes diz respeito. A internet hoje oferece possibilidade de participação, mas existe uma hegemonia de grandes empresas sobre ambiente digital que fiscalizam e mapeiam esses usuários.


A partir desta premissa, a WEB 3.0 apresenta um novo período tecnológico de disrupção e privacidade. Essa nova internet promete oferecer mais liberdade e mais controle aos internautas por meio de suas redes descentralizadas que utilizam as novas tecnologias como a Blockchain, por exemplo. Se os celulares são reconhecidos como um dos principais avanços tecnológicos da história da humanidade por atuarem como computadores mobile, toda a experiência tecnológica será ainda mais impactante daqui para a frente com essas atualizações da internet como conhecemos.


Mas antes de conhecer um pouco sobre a WEB 3.0, é necessário ter um breve entendimento de suas antecessoras. A WEB 1.0 é o início da Internet com sites estáticos para leitura e também o nascimento de e-commerces. Esse período começou na década de 90 e teve seu fim no início dos anos 2000 com a popularização de redes sociais, iniciando também, a WEB 2.0. Nessa nova etapa foi possível ver uma interação maior dos usuários, criação de comunidades virtuais e um aumento considerável de produção de mídias, não esquecendo também do acesso móvel à internet por meio de smartphones.


Uma característica que está prestes a mudar e que é muito evidente durante a WEB 2.0 é que grandes empresas exigem a posse dos dados dos usuários em suas plataformas. Isso pode ser visto como uma invasão de privacidade, visto que são esses sites que condicionam os usuários em bolhas e obtém lucros vendendo essas informações, definindo assim, o que cada participante da rede tem direito de ver e o que comprará. Como estamos nessa fase de transição para a WEB 3.0, essas situações serão cada vez mais raras porque a base de toda essa etapa é a descentralização e a personalização.


Quais são as propostas da WEB 3.0?



Em resumo, a WEB 3.0 será a união do comportamento do usuário na internet com as novas tecnologias, possibilitando assim, uma interação maior nos ambientes virtuais. Pode-se dizer que é a era da personalização, onde todos poderão participar desses ambientes sem obrigatoriamente ceder seus dados, sem precisar de um intermediário ou se prender na limitação de uma plataforma. Também não ficarão reféns de anúncios e nem correm o risco de que informações pessoais vazem, já que um protocolo blockchain é imutável.


Alguns conceitos tecnológicos que participam dessa mudança de paradigma são: A descentralização de redes com a utilização da tecnologia Blockchain, a adesão e popularização de realidade virtual aumentada e inteligência artificial. Todas essas tecnologias já existem e são constantemente aprimoradas. A grande diferença desse novo passo da web é que todo esse poder tecnológico estará nas mãos dos usuários, aliando segurança, liberdade e customização.


É possível perceber a transição da WEB 2.0 para a WEB 3.0 em algumas situações como a criação de metaversos, a popularização das criptomoedas e uso de wallets, o consumo de NFTs, entre outros. Alguns conceitos que acompanham essa nova fase da internet já estão em algum ponto de evolução, sendo também, revolucionários em suas formas iniciais. Estima-se que essa nova era da Internet seja tão impactante quanto o início da WEB 2.0. 



LEIA MAIS:


O que é NFT e por que isso está chamando a atenção de celebridades?

Metaverso, você sabe o que é esta novidade tão comentada?

Token x Cripto, qual a relação e a diferença entre eles?