Cerca de 99% das transações na Blockchain envolvendo criptoativos são transparentes e confiáveis


Estudo afirma que é pequena a porcentagem de movimentações de natureza criminosa realizadas em 2020 


Um estudo realizado pela CipherTrace, empresa especializada em análise de dados envolvendo a rede Blockchain, demonstrou que apenas 0,34% das transações com criptoativos em 2020 foram provenientes de atividades criminosas. Houve uma diminuição em relação ao ano anterior, que registrou uma porcentagem de 2,9% de transações derivadas de atividades ilícitas, o que já pode ser considerado um número baixo. 

 

Apesar do volume financeiro destas atividades criminosas superar os US$ 10 bilhões, esse número representa um valor muito baixo no cenário econômico mundial. A nível de comparação, grandes bancos mundiais estão sendo acusados de movimentar mais de US$ 2 trilhões oriundos de atividades de lavagem de dinheiro, organizações criminosas e grupos de máfia, segundo o Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos (ICIJ).

Estudos como este realizado pela CipherTrace são de grande importância, pois mostram o quão transparente e confiável são as transações envolvendo criptoativos na rede Blockchain. O criptomercado tem conseguido revolucionar a forma como as pessoas lidam com o seu dinheiro. Além disso, a associação que existe entre criptoativos e atividades criminosas é totalmente falsa, pois estas transações representam uma quantidade muito pequena em relação a todas transações realizadas dentro do criptomercado .